Psicologia Positiva e FLOW no Globo Repórter sobre Felicidade

No mês passado, a Rede Globo exibiu um Globo Repórter dedicado exclusivamente ao tema Felicidade (01/11/2013), sendo que dois blocos do programa falaram de Psicologia Positiva: um sobre Emoções Positivas e outro sobre FLOW. Foi extremamente gratificante para mim ter sido escolhido como o especialista convidado para dar entrevista sobre esses temas, e o mais gratificante foi descobrir que eles chegaram até mim por meio da minha dissertação de mestrado, que destacava-se por, em pouco mais de dois anos, ter recebido mais de 2.000 acessos na biblioteca virtual da USP! Na época que me contataram, nem eu tinha ideia desses números. Eu achava que meu trabalho havia sido lido apenas por 3 pessoas  (os 3 professores integrantes da banca científica) e imaginava minha dissertação juntando pó nas prateleiras da biblioteca da USP. Hoje, graças a essa maravilha que é a internet, o conhecimento pode ser compartilhado gratuitamente por pessoas em qualquer lugar do país e do mundo.

 

 

Quem é mais feliz tem mais saúde e vive mais

Uma das perguntas que o repórter me fez foi qual é o benefício das Emoções Positivas para a saúde física e mental. Em relação à Saúde Mental, a relação é bastante óbvia: emoções positivas correlacionam-se com menos stress, menos ansiedade, menos depressão, e maior percepção de bem-estar, felicidade e satisfação com a vida. O mais interessante, entretanto,  são as pesquisas científicas que consistentemente vêm demonstrando que as emoções positivas se correlacionam com maior Saúde Física Hoje, mesmo o médico alopata mais cético concorda que as emoções negativas – como ansiedade e raiva – estão fortemente associadas com maior incidência de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e até derrames. Outras pesquisas têm demonstrado maior incidência de gripes, resfriados, doenças da pele, dores-de-cabeça, doenças gastrointestinais, etc. Uma explicação seria porque os hormônios liberados durante o stress – como cortisol e adrenalina – em quantidades frequentes, prejudicam o funcionamento do sistema imunológico, deixando o organismo mais vulnerável a doenças.

O que a Psicologia Positiva vem comprovando é que o inverso também é verdadeiro: as Emoções Positivas fortalecem a Saúde Física e Mental e trazem maior Longevidade Isso mesmo, pesquisadores em vários lugares do mundo têm encontrado uma associação entre emoções positivas e aumento de alguns anos expectativa de vida, chegando a até 10 anos mais.

Equilíbrio entre emoções positivas e negativas

Todo mundo consegue nomear rapidamente as emoções negativas, como tristeza, raiva, medo, ansiedade, vergonha, culpa; mas será que você conseguiria nomear rapidamente 10 emoções e sentimentos positivos? Tente agora, antes de prosseguir a leitura…

Conseguiu? Foi difícil? A maioria das pessoas acha muito difícil e isso acontece não porque existam poucas emoções positivas, mas porque nós não estamos acostumados a prestar atenção nelas.

A pesquisadora Barbara Fredrickson, autora do livro Positividade, identificou as dez principais emoções positivas: alegria, serenidade, gratidão, interesse, esperança, orgulho (gratificação), diversão, inspiração, admiração e amor. E pediu a 188 voluntários que registrassem diariamente suas emoções positivas e negativas durante um mês. Ao cruzar esses dados com os resultados de inúmeras variáveis de saúde mental e relações sociais, ela identificou uma proporção entre emoções positivas e negativas que representava o ponto de virada para o “florescimento”’ humano, ou seja, para um ótimo funcionamento psicossocial. Barbara descobriu que, para levar uma vida plena e feliz, a pessoa precisava vivenciar no seu dia-a-dia um mínimo de 3 emoções positivas para cada uma negativa.  O equilíbrio não é vivenciar a mesma proporção de emoções positivas e negativas. Na verdade, Barbara descobriu que a razão 1:1 já está na fronteira da depressão, quando então as emoções negativas passam a exceder as positivas. O florescimento humano começa na razão 3:1.]

Curta 75% do seu dia de trabalho

Pensando no nosso dia-a-dia no trabalho, costumo traduzir essa proporção em outras palavras, conforme mencionei no Globo Repórter:

“No trabalho, o ideal é que 75% do seu tempo seja dedicado a atividades que você gosta de fazer, e no máximo 25% seja reservado a atividades que não são tão interessantes assim, mas que você precisa fazer”.

O que acho muito razoável é o fato da Psicologia Positiva não prescrever q o indivíduo deve somente fazer aquilo q gosta, mas propõe  um balanço adequado para isso. Costumo dizer que no trabalho nem tudo são flores, mas as flores devem superar os espinhos. Uma das maneiras para que isso ocorra é buscar atividades que possibilitem que o indivíduo entre em FLOW. Pergunto a você: O que você faz que te energiza? O que te faz sentir vivo? Quando você usa seus talentos? Quando você sente que está no seu melhor eu? Provavelmente essas são as atividades que te fazem entrar em FLOW. Que tal aproveitar a virada do ano e reorganizar seu dia e sua semana para que 75% do seu tempo seja ocupado por atividades prazerosas? Se não conseguir chegar nessa proporção durante o trabalho, complemente o seu dia e sua semana com atividades de lazer, hobbys, esportes, artes, atividades sociais, espirituais, ou qualquer outra atividade que lhe traga satisfação. Experimente e sinta que maravilhas as emoções positivas e o estado de fluxo fazem em sua vida!

Um Feliz Natal a todos e um excelente 2014 cheio de alegrias e realizações!!!

Helder Kamei

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado